quinta-feira, 1 de setembro de 2011


Talvéz esperamos demais das pessoas, do mundo, e não fazemos o que deveríamos fazer.
Se o contrário de questionarmos as acções alheias, fizéssemos por nós, pelos outros, por todos !
Talvéz algo mudaria, se parássemos para pensar, se o que fizemos e se o que estamos à fazer, irá nos levar à algum lado.
Podemos fazer tudo, ou nada, basta querermos.
Podemos ser um vazio cheio de nada, ou simplesmente o que deveríamos ser.

Sem comentários:

Enviar um comentário